• Seja Bem Vindo!

    "Que a sua felicidade esteja no SENHOR! Ele lhe dará o que o seu coração deseja. Ponha a sua vida nas mãos do Senhor, confie nele e Ele o ajudará."

    [Salmo 37:4-5] - [Bíblia Nova Tradução na Linguagem de Hoje]

  • Crie Múltiplas Fontes de Renda

    Crise? Crie! Veja como!

    ******************************************
    Para Profissionais MMN

    ******************************************
    Torne-se um Mestre no Google Adwords

    ******************************************
    Internet Marketing

    ******************************************
    Magnet Blog

    ******************************************
    Magnet Copy

    ******************************************
    MagneTube

    ******************************************
    Auto Responder

  • Pagerank 1
    Medir

  • Acessos

    Criar site

Armadilhas Mentais


Evite armadilhas mentais ao tomar decisões
por Raúl Candeloro

Algumas formas de pensamento são armadilhas mentais e podem induzi-lo a decisões erradas. É importante ter consciência disso para corrigir e evitar erros. O especialista Kare Anderson sugere algumas idéias para evitar as armadilhas mentais, conheça quais são e saiba como evitá-las.

1ª Armadilha mental – Evidências confirmatórias

É a tendência que temos de procurar informações que confirmam nosso ponto de vista, ao mesmo tempo que evitamos dados que mostrem que estamos errados. Isso afeta os lugares e as pessoas que buscamos para reforçar nossas opiniões e também como interpretamos as evidências que recebemos.

Como evitar essa armadilha mental? – Verifique se você está examinando igualmente todas as informações. Não aceite evidências positivas sem questionamentos, só porque elas são favoráveis. Peça a alguém que você respeita para fazer o papel de “advogado do diabo” ou faça isso você mesmo. Qual seria o principal motivo para tomar uma decisão diferente? E o segundo mais importante? Assegure-se de que os “advogados do diabo” não estejam contaminados pela sua opinião e que tenham liberdade para falar – só assim poderão oferecer opiniões e perspectivas diferentes.

2ª Armadilha mental – Criar molduras

Consiste na maneira como você enxerga suas opções ou como você monta as suas perguntas em torno delas – ou seja, em que molduras você as coloca. Uma moldura pode estabelecer uma realidade, um limite ou introduzir uma âncora. Pode levá-lo a justificar ações no passado ou distorcer informações como se fossem evidências que confirmam o que você pensa. As pessoas tendem a enquadrar uma situação na moldura em que esta lhes foi apresentada, em vez de questionar um pouco e reenquadrar essa situação de forma pessoal.

Como evitar essa armadilha mental? – Tente criar várias molduras para um problema ou oportunidade, procurando o máximo possível de pontos de vista e suas respectivas conseqüências. Tente também “emoldurar” essas situações de decisão de forma neutra, combinando relações de custo–benefício e possíveis ganhos e perdas.

3ª Armadilha mental – Estimativas e previsões

É comum as pessoas tomarem decisões baseadas em previsões e estimativas incertas, como tempo, volume, distância e peso. São três os erros nesses casos:

» Excesso de confiança – Acreditamos que somos melhores em estimativas e previsões do que realmente somos. Em um teste realizado em faculdades americanas, pediu-se a um grupo de pessoas que fizessem a previsão do índice de fechamento do índice Dow Jones (Bolsa de NY) da semana seguinte. Já que estavam lidando com um número incerto, pediu-se uma faixa de fechamento (mínima e máxima) dentro da qual a estimativa deveria ficar. Mesmo podendo “chutar” qualquer número (por exemplo: 0 e 15 mil), mais de 30% das pessoas erraram. Excessivamente confiantes nas suas habilidades, a maioria criou faixas desnecessariamente estreitas na hora de decidir.

» Excesso de prudência – Ao enfrentar decisões difíceis, temos a tendência de ajustar nossas estimativas e previsões para o lado mais seguro. Um exemplo disso é a análise do “pior cenário possível”, feita quando se desenham armamentos bélicos. Os engenheiros o desenham para que operem na pior combinação possível de circunstâncias, tornando-os caríssimos e complicados de usar – mesmo sabendo que as chances de o “pior cenário possível” ocorrer são virtualmente nulas. É como uma empresa estruturada permanentemente para atuar nos picos de demanda, com o resto do tempo com capacidade ociosa e desperdiçada.

» A armadilha da memória – Quando usamos experiências passadas para prever o futuro, influenciados exageradamente por eventos que nos marcaram de alguma forma. Por exemplo: algumas pessoas distorcem as probabilidade (raras, mas catastróficas) de que ocorram desastres, porque sempre que ocorrem recebem uma atenção desproporcional da mídia. Você pode começar a achar que coisas semelhantes vão acontecer no futuro com você.

A grande dica – Para minimizar os efeitos das armadilhas mentais, examine cuidadosamente todas as suas certezas. Muitas das armadilhas trabalham juntas, amplificando seu poder de distorção. Quando tomamos decisões rápidas, pensando que estamos usando nosso instinto ou sexto sentido, na verdade, o que estamos fazendo é dar vazão a preconceitos, que podem até estar certos, mas, na maioria das vezes, não passam de armadilhas mentais.

Pense nisso.

André e Simone Calamita
http://empreendedoresinspiracao.blogspot.com
http://www.recrutafacil.com/andreesi

Quer Recolocar-se no Mercado de Trabalho?


Vivemos em um mundo onde as demissões em massa estão tornando-se rotina. Em um mundo cada vez mais globalizado, estamos vendo constantemente fusões de empresas, aquisições de outras, fechamentos e perda de mercados, e também surgimento de novas empresas e possibilidades.

Está comprovado que a demissão é um dos momentos mais difíceis na vida de um profissional. Ele sente esta perda muitas vezes, como se fosse a de uma pessoa querida da família, e costumeiramente entra até em depressão, sente-se desprestigiado, incompetente, acha que foi passado para traz, enfim, todos os sentimentos negativos que envolvem a situação.

Bem, uma coisa é certa, Continue lendo

Motivação e Fé


Amados, a Bíblia é a palavra de Deus, é o livro dos livros. Nos ensina a fé e nos ensina a termos o caráter de Cristo. Nos ensina termos melhores atitudes diante das circunstâncias da vida com muita motivação.

O Rei Salomão era um homem de muita sabedoria, aliás, sabedoria foi uma das coisas que ele pediu a Deus e Deus o concedeu.

No livro de Provérbios Salomão diz: “O coração alegre aformoseia o rosto, mas com a tristeza do coração o espírito se abate”, em outras versões diz: “Um coração alegre aformoseia o rosto, mas o espírito abatido seca os ossos…Ou seja, um bom estado de espírito no ajuda a vencer.

Um coração alegre se torna contagiante, nos eleva a auto-estima e nossas motivações se fortalecem.

É como se Salomão comparasse uma pessoa desmotivada como quem está doente, fraca e, uma pessoa motivada como um bom remédio.

Pensamos que, a desmotivação é uma doença, assim como a depressão e, precisa ser tratada.

Na parábola dos talentos em Mateus 25: 14-30, àquele que foi considerado o servo infiel foi o que não produziu, o medroso, o desmotivado e, o seu líder determinou que ele desse o seu salário àquele que mais produziu, que mais correu riscos, ou seja, o mais motivado.

No Novo Testamento Paulo disse aos Romanos: “Se Deus está por nós, quem será contra nós?”. E nós refazemos a pergunta: Se Deus é por nós, quem será contra nós? NINGUÉM amados…ninguém!

No livro de Salmos, em Sl 37:4-5 está escrito: “Agrada-te ao Senhor e Ele satisfará os desejos do seu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n”Ele e o mais Ele fará.”

Amados, temos aprendido muito em todos os sentidos e na vida espiritual não tem sido diferente. Temos aprendido que não existe meia-fé, ou seja, não existe meia-verdade.

No Evangelho de Marcos 9:23 nós lemos: “…Tudo é possível ao que crê”.

Em Mateus 8:13 lemos: “Vai-te e seja feito conforme a tua fé”.

Amados, a fé está descrita de forma muito clara na palavra de Deus. É entrega total.

Em Filipenses lemos: “Tudo posso naquele que me fortalece”.

Amados, quem nos fortalece? Deus…Ele é nossa força! Ele é nosso socorro bem presente!

Meu pai foi caminhoneiro por mais de 20 anos e, quando eu viajava com ele, ficava lendo as frases de para-choque de caminhão…uma delas é: “Não sou o dono do mundo, mas sou o filho do dono”. Há maior motivação que está? Quer motivação maior?

Se você amado(a), está desanimado (a), desmotivado (a), leia a palavra de Deus e com certeza lá, encontrará muitas lições e ensinamentos.

Pense nisso
Lembre-se: “A alegria faz fluir de nós o fruto do Espírito Santo” (leia Gálatas 5:22).

Deus vos abençoe grandemente
Carinhosamente

André e Simone Calamita
http://empreendedoresinspiracao.blogspot.com

http://www.recrutafacil.com/andreesi

Você está entusiasmado(a) ou motivado(a)?


“É necessário que o mundo, depois de ti, seja algo melhor, porque tu viveste nele” (Stanley)

Tome a iniciativa. Não espere muito. Arrisque a saída heróica. Assuma. Não se omita. Decida. Faça.

Mesmo errando. Só não erra quem não faz. É preciso caminhar. Quem não quer enfrentar riscos talvez não tenha o direito de viver! Continue lendo

Motivação e Sucesso em Vendas


É impossível ter sucesso em vendas sem motivação. Um vendedor sem motivação perde o poder de persuasão e não consegue mostrar para o cliente, com entusiasmo, as vantagens e os benefícios que o seu produto oferece.

Seguem 5 dicas para obter sucesso e potencializar a sua motivação em vendas: Continue lendo