• Seja Bem Vindo!

    "Que a sua felicidade esteja no SENHOR! Ele lhe dará o que o seu coração deseja. Ponha a sua vida nas mãos do Senhor, confie nele e Ele o ajudará."

    [Salmo 37:4-5] - [Bíblia Nova Tradução na Linguagem de Hoje]

  • Crie Múltiplas Fontes de Renda

    Crise? Crie! Veja como!

    ******************************************
    Para Profissionais MMN

    ******************************************
    Torne-se um Mestre no Google Adwords

    ******************************************
    Internet Marketing

    ******************************************
    Magnet Blog

    ******************************************
    Magnet Copy

    ******************************************
    MagneTube

    ******************************************
    Auto Responder

  • Pagerank 1
    Medir

  • Acessos

    Criar site

  • Anúncios

Seu Trabalho é sua Marca!


Quando eu era criança minha mãe sempre dizia: “Minha filha, se for fazer alguma coisa faça bem feito, isso evitará que faça duas vezes!”. Acredito que por isso eu seja tão perfeccionista. Procuro fazer tudo muito bem feito e as vezes peco por excesso. Aprendi!! Eita minha mãe…obrigada minha amada, meu porto seguro…te amo!

E abaixo segue um artigo delicioso de ler de Glilclér Regina. Boa leitura amados!

Seu Trabalho é sua Marca!

O escritor Nicholas Pausin disse: “O que merece ser feito, merece ser bem feito”. Porém, o que vemos com freqüência é que a grande maioria das pessoas vive fazendo as coisas pela metade.

As desculpas são sempre as mesmas: Não dei importância porque era uma coisa insignificante… Estava nas minhas horas de folga… Foi um favor que fiz…

Essas são armadilhas que muita gente cai todos os dias executando projetos mal elaborados e mal executados… Mesmo que seja por cortesia. Quando você faz bem feito, o mercado fica de “olho em você”.

Seu trabalho é sua “marca” e ela será a sua propaganda por muito tempo. Lembre-se de Picasso, sua assinatura está em todas as suas obras. Pinturas famosas você encontra a todo o momento no mercado, mas Picasso é Picasso.

Fazer com excelência é uma questão de postura. Faça um pacto com você mesmo, pois a partir desta atitude, tudo o que fizer será bem feito, para que, no futuro, ao olhar para o retrovisor de sua vida, irá se orgulhar daquilo que fez.

Nenhum dinheiro no mundo consegue mudar o que fizemos no passado.

Tenha um plano. Sem um plano, você não tem para onde ir… Você não tem um alvo. E, sem um alvo, você atira para todos os lados, desperdiça energia… E sem energia, você reagirá conforme as circunstâncias e acabará improvisando… E agir como “bombeiro”, apagando fogo dificilmente fará você pavimentar uma estrada chamada sucesso!

Lembre-se ainda, de nada vale ter um grande projeto se você não executá-lo com perfeição. O pensador romano Sêneca disse: “Se um homem não sabe para onde vai nenhum vento lhe será favorável”. Aliás, para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho é caminho. Neste caso, é muito fácil ficar atolado num lamaçal.

Sua vida também é sua marca. Não existe família perfeita, trabalho perfeito, igreja perfeita… No entanto, nossa imperfeição não deve ser motivo para abandonar o que conhecemos e as coisas de que gostamos.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

André e Simone Calamita

http://empreendedoresinspiracao.blogspot.com
http://www.recrutafacil.com/andreesi

Anúncios

Como Promover Mudanças?


Hum…já dizia Pablo Neruda: “Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não houve música, quem não encontra graça em si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca em vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos e os corações aos tropeços.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando não está feliz com o seu trabalho, ou amor, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite, pelo menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos…”.

É bem verdade que mudar envolve riscos! Entretanto, percebemos que é preciso sair da nossa zona de conforto, acreditar que pode dar certo e aceitar os novos desafios e novas possibilidades.

O artigo abaixo é excelente! É de Frederico Graef. Frederico é Membro da Sociedade Brasileira de Coaching e palestrante. Vale a pena ler! Boa leitura.

Mudanças na Vida – Como Promover

Como promover mudanças em nossas vidas? Muitos clientes me fazem esta pergunta. Pois bem, ao contrário do que pode parecer, você pode imaginar, antever e planejar a mudança. E mais, quanto mais você pensa e planeja, mais seguro e corajoso você vai se sentir em relação ao que enfrentará.

Para a mudança você precisa de 3 ingredientes básicos: sonho, valores e metas. Pegue o seu sonho e coloque-o por escrito numa folha. Pensar no papel faz uma diferença absurda e é o começo das maiores realizações. Depois investigue e tenha claros quais são os seus valores. Saiba o que é importante para você na vida. Depois crie as suas metas, condizentes com seus valores e que te aproximem do teu sonho. Escreva suas metas no modelo SMART, isto é, torne-as específicas, mensuráveis, que sejam atingíveis, que tenham relevância e que tenham um prazo.

Depois, você tem os ingredientes adicionais. Pense nas opções. Coloque sua cabeça para funcionar e deixe a criatividade vir. Vale tudo: revistas, livros, programas de televisão, dicas de amigos etc. Tudo pode criar uma imagem para você. Pense nas alternativas para atingir suas metas. Aqui o importante é você gerar pelo menos 3 caminhos que te levam para o teu objetivo.

Uma vez eleitas as 3 melhores alternativas, pegue uma nova folha e escreva os ganhos e a perdas de cada opção. Avalie os riscos e os benefícios. Nesta parte de seu trabalho será muito últil você cruzar ganhos e perdas com seus valores. Geralmente, a melhor escolha salta aos olhos.

Depois vem a parte do planejamento. Como fazer isso? Não fique nervoso. Seu cérebro é uma máquina perfeita e vai te mostrar os caminhos. Caso você não crie um plano, fique tranqüilo pois existem várias técnicas de planejamento. Uma delas é pensar de trás para frente, isto é, imagine ou pense no seu objetivo realizado. Depois pense qual seria o passo imediatamente anterior. Depois qual o imediatamente anterior e assim por diante. Pronto, você terá uma séria de marcos (como se fossem pontos numa estrada) de coisas que devem ser feitas .

Na sequência, vem a fase em que você age. Para muitos , esta é a fase mais difícil, uma vez que tudo está escrito, tudo está no papel, tudo está pronto, mas falta a coragem, pegar a coisa e fazer. E agora? Minha dica é vá lá e faça. Esta é a fase que mais vale fazer do que pensar. Faça logo. Não pense muito. Caso tenha medo, enfrente este medo. Lembre-se que medo pode ser bom pois pode te manter atento e precavido. O medo é como uma criança de 2 anos que não quer ir ao supermercado com você. Você não negocia muito com ela. Você simplesmente a pega e a leva ao supermercado, mesmo que ela chore. Com o medo é a mesma coisa. Leve ele com você e faça o que tem que ser feito.

De qualquer forma, te asseguro que os passos acima descritos de valores, metas, opções, ganhos e perdas, escolha de alternativas, planejamento e ação vão aumentar em muito a tua coragem. Você pode ficar relaxado e tranqüilo pois terá uma clareza imensa com todo o seu trabalho no papel. Agora é com você. Seja o dono da sua vida! Pegue uma folha e comece, faça, aja. Não se preocupe em fazer tudo perfeito. Foque em começar e agir pois somente quando você age você colhe resultados.

Boa sorte e mais sucesso!
Deus vos abençoe grandemente

André e Simone Calamita
http://empreendedoresinspiracao.blogspot.com
http://www.recrutafacil.com/andreesi

A Inocência Conveniente


Infringir as leis tem sido menos arriscado que cumpri-las

Por Sergio Buaiz

O Brasil tem um problema educacional muito sério, não apenas pela falta de acesso à boa cultura, mas principalmente pela falta de acesso a bons valores.

Normalmente, quando um político diz que vai investir em educação, todo mundo pensa em construir e manter escolas, melhorar a capacitação e remuneração dos professores, entre outras coisas, porém “educação” é muito mais do que isso. Ela começa no berço e é lapidada todos os dias, pela convivência familiar e social. A escola é muito importante, mas de pouco adianta a melhor estrutura de ensino, em um contexto desfavorável.

Hoje, até o mais honesto dos brasileiros já se acostumou a conviver com o maldito jeitinho, que virtualmente justifica e corrige todas as pequenas falhas que cometemos no dia-a-dia.

As pessoas já não se preocupam em serem pontuais, porque o atraso “faz parte”. Quando esquecem um compromisso ou deixam de cumprir o que acordaram, “pedem desculpas” (como se fosse obrigação dos outros aceitá-las). E assim nos criamos, como seres acomodados, relapsos e conformistas. O jeitinho não resolve, mas empurra com a barriga, isentando os culpados e aumentando os problemas de quem está em volta.

O pior é que isso nos leva a crer que tudo é permitido, até perdermos o senso dos valores e da responsabilidade que temos pelos próprios atos.

Apesar de todas as comprovações históricas, quase ninguém se dá conta do prejuízo que tudo isso traz em cadeia. Cedo ou tarde, a bomba sempre explode, normalmente na mão de quem não tem culpa direta, mas participa do rolo. São os “inocentes úteis”, que não escolhem andar fora da linha, mas convenientemente também não fazem nada para evitar o pior. Talvez por medo de acabarem pagando a conta sozinhos, se tornam ainda mais vulneráveis, como cúmplices, laranjas ou vítimas do sistema (bodes expiatórios).

Sinceramente, o que podemos chamar de educação, diante de uma sociedade tão corrompida? O que é mais certo? Insistir em ser honesto e educado contra a maré, ou seguir a correnteza e “deixar rolar”, “fazendo o possível”, do jeito que está?

Muito se fala da impunidade em relação à violência, corrupção e outros crimes oficiais, porém volto a afirmar: o grande mal do brasileiro são os pequenos delitos que distorcem o nosso caráter aos poucos.

Como não temos limites e assistimos ao triunfo dos “espertos”, vamos nos acostumando a desafiar levemente todas as regras e leis que nos são impostas, para não ficarmos para trás.

Cheios de cicatrizes morais e cansados de serem penalizados pela correção, até os justos acabam se rendendo, influenciados pelo meio. Tornam-se irresponsáveis por conveniência, pois infringir as leis tem sido menos arriscado que cumpri-las.

Talvez você não cometa nenhum crime oficial, mas o jeitinho está lá enraizado, nos maus hábitos que tem e finge não perceber, por conveniência.

Sucesso e Deus vos abençoe.
Grande abraço

André e Simone Calamita
http://empreendedoresinspiracao.blogspot.com
http://www.recrutafacil.com/andreesi

Lave Sua Vidraça


Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranqüilo.

Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher reparou em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido:

Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!

O marido observou calado.

Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e novamente a mulher comentou com o marido:

Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!

E assim, a cada três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.

Passado um mês a mulher se surpreendeu ao ver os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido:

Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha a deu sabão? Porque eu não fiz nada.

O marido calmamente a respondeu:

Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei a vidraça da janela!

E assim é. Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos. Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir; verifique seus próprios defeitos e limitações. Devemos olhar, antes de tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos.

Lave sua vidraça!
Abra sua janela!

Sucesso

André e Simone Calamita

http://www.recrutafacil.com/andreesi